3 de ago de 2010

Quem tem medo do lobo mau?

.


Aos 25 anos descobri por acaso ter uma rara doença chamada Sindrome de Sjögren associada ao Lupus. Vendo uma reportagem no Fantástico percebi ter alguns dos sintomas descritos e resolvi procurar um médico. Fizemos vários exames para enfim diagnosticar a doença em um nível primário, leve. Porém, 3 anos depois tive uma crise. Fortes dores nas articulações, não podia me vestir ou pentear, não podia segurar a xícara do café ou cortar a carne; também não tinha salivação suficiente o que me causou inchaço das glandulas. Não podia fazer nada sozinha pois minhas mãos doiam e era obrigada a beber água o tempo todo pois a boca secava tanto ao ponto que eu não conseguia falar. Os médicos me deixaram desacreditada ao dizer como a minha vida seria com o Lupus, todos os remédios fortes que usaria e as mudanças que ocorreriam na minha vida. Entrei em depressão... Foi quando minha mãe resolveu procurar uma medicina alternativa, a Antroposofia. Uma hora de consulta e saimos com outra visão da doença! Começamos
imediatamente o tratamento.

Não foi fácil, era preciso disciplina para tomar tantos remédios na hora certa. Sem falar do fato principal, a minha vida tinha mudado; eu não podia dirigir, segurar a caneta, usar salto ou colocar anéis, nem podia ter uma conversa sem beber água continuamente. Foi uma luta, mas ao meu lado eu tinha pessoas realmente especiais que me ajudaram a superar esta fase ruim. A rotina mudou com os remédios, as terapias com a pintura e os banhos quentes que ajudavam como anti-inflamatórios. Depois de 4 meses eu já estava consideravelmente melhor, aos poucos voltava à minha vida... ou pelo menos uma parte dela. Tudo isso sem fazer uso de cortisona!

Depois que vim morar na Itália percebi que meu organismo tinha dificuldades em fazer a digestão, muitas vezes eu tinha a sensação de inchaço e sentia o estômago pesado. Assim resolvi mudar a minha rotina alimentar; apesar de comer praticamente tudo, presto muita atenção na quantidade e na frequência em que certos alimentos aparecem na minha mesa. Procuro fazer sempre um cardápio leve e saboroso, assim estou bem e ainda por cima não ouço reclamações do marido!

Sjögren e Lupus são doenças autoimunes, crônicas de origem e causa desconhecidas. O sistema imune ataca as próprias células e tecidos do corpo. A síndrome de Sjögren (sindrome da secura) é uma doença que causa obstrução das glândulas salivares e o Lupus (lobo) pode atingir tecidos e órgãos do corpo, considerado uma doença reumática.

A alimentação correta ajuda no tratamento e na qualidade de vida do portador. Não existe uma dieta ideal para quem sofre com este problema, mas é aconselhável uma alimentação sem excesso de caloria, sal, gordura e açúcares. A pessoa com esta doença deve evitar doces, preferir alimentos integrais, evitar alimentos condimentados (pasta de alho e sal, salsicha, caldos prontos, presunto...). Alguns alimentos auxiliam os radicais livres e servem como boas alternativas para o portador: cenoura, abóbora, tomate, frutas oleaginosas, frutas ricas em vitamina C. É importante evitar gorduras, frituras, fast-foods, maionese, miúdos (fígado e coração), queijos gordurosos, sorvete à base de leite, chocolate em excesso... Evitar açúcar e adoçante, o aspartame e o sucralose são mais indicados. Café, chá preto, mate e refrigerante devem ter uso restrito. Recomenda-se que os pacientes com Lupus evitem alimentos que possam aumentar a fotossenssibilidade como o limão, a lima, o figo, o aipo e a salsa. É importante uma alimentação rica de cálcio usando leite desnatado e derivados.


Hoje vivo normalmente, me ocupo dos mínimos detalhes sem me estressar e procuro não exagerar nos esforços físicos para evitar dores, evito ficar ao sol nos horários mais quentes, cuido da minha alimentação e continuo bebendo muita água mas desta vez para não desidratar a pele. O uso dos remédios são ocasionais, quando sinto necessidade. E hoje convivo bem com a doença... Sei que ela está ali, que vai estar ao meu lado todos os dias da minha vida... Faço de tudo para não provocar o lobo e assim, convivemos bem como bons amigos.

.

4 comentários:

  1. Minha amiga tão Valente, vc é um orgulho e um exemplo, sou feliz por te-la como amiga, como companheira de papos e farras, como mais uma mulher maravilhosa que faz parte da minha vida, ajudando a construir exemplos e dias melhores na história de todos aqueles que têm o privilégio de te-la por perto! Beijos amiga linda, poderosa, colorida, saborosa e cheirosa! Beta

    ResponderExcluir
  2. Nossa Anne, belíssimo texto. Confesso que não conhecia muito sobre essas doenças. O Lupus ficou "na moda" depois que a Lady Gaga revelou ser portadora. Pelo menos agora as pessoas vão se interessar mais em conhecer. Belo exemplo o seu de superação e alegria de viver. Parabéns!
    Beijos carinhosos,
    Ju

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Beta, graças a vocês queridas amigas que pude superar o momento de crise! Ter amigos é realmente valioso!

    ResponderExcluir
  4. Oi Ju, pois é eu vi a reportagem da Lady Gaga. E o lance é que ela nem tem a doença, e sim probabilidade de desenvolvê-la pois tem histórico na familia. Poucos conhecem o Lupus, até porque ele se confunde com outras doenças.
    Eu graças à Deus estou bem! Obrigada pelo carinho
    Bjs

    ResponderExcluir